Mellie, a verdadeira “mocinha” de Scandal [SPOILER]

Eu não podia cometer o disparate de fazer um post sobre Olitz e não falar da Mellie. Eu vejo mais de 50 séries e não tem nenhuma outra mulher que sofra tanto abuso/humilhação como Mellie Grant. A primeira vez que ela realmente me chama atenção é no episódio 3 da primeira temporada. Quando ela convida Liv para o jantar oficial e após Fitz questionar o porque ela diz “porque você precisava vê-la. Acredito que, esta noite, você vai dormir como um anjo” oi? Que mulher é essa?.

Uma mulher forte, indiscutivelmente inteligente, lindíssima, e fria! Sim, não é qualquer pessoa que inventa um aborto para conquistar votos, como Mellie faz com naturalidade espantosa no episódio 6 da primeira temporada. Provavelmente intencionalmente, Shonda brinca com a gente, Mellie surge de uma maneira que te leva a pensar “coitado do Fitz, essa mulher é um monstro”… No episódio 07, ainda na primeira temporada Mellie têm um dialogo com a Liv que me causa choque:

“sou a primeira-dama. Existem sacrifícios. Há um preço e por uma época estava tudo bem. Você e eu queríamos a mesma coisa. Fitz no Salão Oval. Estávamos no mesmo time, você e eu, e tudo estava bem. […] Você deixou o time, Liv. Falhou em seu trabalho! Partiu o coração dele, e o deixou vulnerável e indefeso […]. Eu faço meu trabalho. Eu sorrio, o apoio e garanto que ele tenha o que precisa. Eu faço meu trabalho. Por que não fez o seu?”.

E Mellie tem outros diálogos com a Liv que chegam a arder o coração. Em um flashback do passado, no episódio 02×08, quando aparentemente Mellie descobre a relação da Liv com o Fitz, ela já fala que, apesar da Liv contribuir de maneira diferente do que ela esperava, todos estavam em equipe trabalhando para manter Fitz onde o levaram, no Salão Oval. Na terceira temporada, no episódio 06 Mellie recorre a Liv para a campanha do Fitz a reeleição, o diálogo é emocionante, Mellie diz

“Ele precisa de você, Olivia. Está cansado, triste e não é pelo trabalho, é por fazer o trabalho sem você. Ele não tem vida sem você aqui. Ele não respira sem você aqui. Ele não quer disputar, muito menos ganhar sem você aqui porque você… Você é tudo para ele, Liv. Ele precisa de você. Então, eu preciso de você. Volte. Volte para nós”

Esses momentos me faziam pensar que a Mellie é um tanto quanto doida, e foi na segunda vez que revi as temporadas que eu mudei a perspectiva. Eu já fico sensibilizada só de lembrar os inúmeros momentos de humilhação que a Mellie protagonizou, ou os de dor, ou os diálogos entre ela e Fitz sempre cheios de magoa, uma troca de ataques, acusações, cobranças. São conversas desconfortáveis de ouvir, afinal não é fácil ser mulher e ouvir Fitz dizer “se morar na Avenida Pennsylvania é tão importante para você, é melhor engolirmos e agirmos como se esse casamento não fosse morto” (episódio 01×06), ou “você é ornamental, não funcional! Não venha querer usar seu cérebro porque ninguém se importa” (episódio 02×01), “o primeiro passo foi ir à Blair House e deitar no seu colo como se o seu perdão importasse” (episódio 03×01), ou “me diga uma coisa que tenha feito, uma coisa que tenha sacrificado, uma coisa que tenha perdido por minha causa” ingrato (episódio 03×15).

Vou tentar fazer um apanhado cronológico dos momentos que mais me emocionam e que me fizeram deixar de encarrar a Mellie como uma víbora fria e calculista e começar a vê-la como uma mulher que aceita o amor como ela acha que merece, e ela acha merecer tão pouco.

O primeiro momento humilhante da Mellie é quando ela enfrenta as câmeras para dizer que a fita em que Fitz pode ser ouvido fazendo sexo com uma mulher é com ela (episódio 01×07) e não com Amanda Tanner Olivia Pope como todos pensam sem contar com a gravidez que ela aceita encomendar para dar uma respaldada na mentira e mudar o foco da notícia. Na segunda temporada, no episódio 02, Mellie protagoniza duas cenas incríveis, a primeira consolando a esposa do Pastor Drake, que além de enterrar o marido precisa lidar com a descoberta de que ele tinha outra família. Quando a Sra. Drake tenta explicar como se sente Mellie diz:

“como se você não o conhecesse. Você se via como parceira dele, achou que os problemas teriam solução, e que “na alegria e na tristeza” fosse pra valer. Achou que ele seria sempre fiel. […] Você não se enganou, só foi mais forte que ele. E ele não é um monstro. É o homem que você amou […]”.

Naquele mesmo dia, na volta do velório, Mellie e Fitz no carro e a segunda cena… Mellie pede ao Fitz que a perdoe até hoje não sei de que ela quer ser perdoada, ela diz que eles não podem viver em pé de guerra e que, mesmo sabendo que Fitz a odeia e não quer estar com ela, ela ainda é a mulher que, no incio do casamento, dormia abraçada com ele para espantar o frio e ela precisa ser perdoada. “Me diga o que fazer. Eu faço. Mas você tem que me perdoar” diz Mellie. Fitz solta os papeis que segura, toca a mãe dela, dá um beijo na testa e diz “eu perdoo você. Está perdoada” e volta a ler seus papeis eu esperava que ele dissesse não tenho que te perdoar de nada, mas obrigado por ter conseguido me perdoar.

No episódio 11 da segunda temporada um flashbak mostra Mellie pegando Fitz bêbado agarrando a Olivia no elevador. Nessa época Mellie ainda não sabe do caso e ela se desculpa e ainda implora perdão da Olivia, diz que Fitz e ela precisam da Liv do lado deles e eu fico como a Olivia, sem palavras só sei sentir.

Quando Fitz fica possuído por causa de Defiance ele fica um escroto ainda pior, ainda bêbado, e Mellie se torna ainda mais manipulada e submissa, vivendo cheia de dedos e tentando a todo custo cair nas graças do rei sem graça e nesse período tem uma cena que eu tenho vontade de afogar o Fitz (episódio 02×14). Ele está no banho, ela chega trazendo o whisky e então tem a ideia de entrar no chuveiro com ele. Mellie começa a fazer um sexo oral e a reação do Fitz é escrota.  No episódio 20, ainda da segunda temporada, tem a humilhação pública famosa, quando Mellie em um lapso de sanidade resolve ir a público e contar que Fitz tem uma amante. O problema é que a tentativa de humilhá-lo tanto quanto ele a humilha é frustrada porque, quando uma mulher famosa é traída só se fala em como ela conseguiu, mesmo linda, ser trocada. Ou como ela é fria e barraqueira por ter exposto a traição ao público. Ou como a amante é mais jovem,mais bonita, mais rica, mais magra. Ou como o cara é fodão e pegou duas ao mesmo tempo. Ou seja, Mellie deu um tiro no pé.

Outra cena, no mínimo constrangedora, é a da Mellie, com Fitz e Liv tentando combinar o que eles vão falar para ca imprensa quando vaza que Olivia é a amante, mencionada por Mellie (episódio 03×01). Fitz e Liv querem contar a verdade, então começam a conversar sobre os detalhes da relação entre eles, para os três alinharem o discurso. É tão embaraçoso ver Mellie ali, no centro daquele dialógo, mais ainda quando ela fala que, quando Fitz leva o tiro, o nome que ele chama é o da Olivia e ela diz “isso não é você me trair… Isso é…” Fitz interrompe e diz “estar apaixonado por outra mulher”.

tumblr_n1oy11ajkc1qgyx22o1_500_zpsc8272285Na terceira temporada tem uma cena que eu amo, quando Mellie leva Liv para um restaurante para afastar, mais uma vez, os boatos que que Olivia é amante do Fitz (episódio 03×11), essa cena é maravilhosa. Já na quarta temporada, quando Mellie acha que Andrew realmente sofreu um atentado terrorista (episódio 04×08) ela vai até ele, eles transam, mas Andrew a procura depois e reclama que Mellie nem estava olhando pra ele e ela explica porque me arrancando lágrimas “você me deixou. Você escolheu a Vice-Presidência em vez de mim. E fiquei tão… Fiquei com tanta raiva que você não podia existir. Eu precisava esquecer você. […]”. Posteriormente Mellie transa com o Andrew para ajudar a resgatar Liv (episódio 04×11).

Mas, dois momentos se destacam quando falo da Mellie, o primeiro brilhantemente produzido e interpretado acontece no episódio 7 da terceira temporada, quando flashbacks mostram o estupro que Mellie sofreu por Big Jerryy, pai do Fitz. A sequencia mostra cenas pesadas, mas duas coisas me chamam a atenção. A primeira, quando ela volta pro quarto do Fitz, logo após o estupro. Fitz a chama para a cama, Mellie se deita e ele a abraça e eu nem sei descrever o quão emocionante é ver a Mellie tentando controlar o choro e ficar calma, para ele não perceber nada. Depois, já no outro dia, quando Mellie desce para tomar café da manhã e tem que sentar à mesa com Big Jerry. Eu fico tocada com ela usando de algo tão traumatizante, asqueroso e horrível para barganhar com algo para o Fitz. Mellie só pede que Big Jerry peça perdão ao filho e seja gentil com ele, dá pra imaginar uma renuncia assim?

O segundo momento começa no último episódio da terceira temporada e vai até o quinto episódio da quarta temporada é a perda do filho, Jerry e o processo de luto. São tantas cenas emocionantes, mas destaco algumas:

“Não estive do lado dele. Mantive distância dele. Porque morria de medo do que ele podia ser. E no final ele era seu. O tempo todo. Mas ele sempre foi meu. Deveria ter sido. Mas eu tive medo, e agora ele morreu”. 

As cenas no cemitério, que acontecem algumas vezes são emocionantes demais, ela deitada sobre o túmulo do Jerry é de partir o coração

tumblr_ncux27nsVW1s0qct9o8_250.gifNo segundo episódio da quarta temporada tem uma cena que eu choro toda vez que vejo, depois do Discurso do Estado da União, quando Mellie vai andando pelo corredor e tirando os sapatos, puxando o colar de perolas e ela cai no chão em prantos.

Sim, Mellie abriu mão de tanta coisa, sacrificou tanto! Foi estuprada pelo sogro, criou o filho na dúvida se ele era mesmo filho do Fitz ou do pai dele, perdeu Jerry sem ter chance de reparar a ausência materna, abriu mão da sua carreira como advogada… Ela sacrificou para estar ao lado do Fitz, para ele conseguir construir a carreira política que almejou… Consequências? Bom, acho que são claras! Ela acreditou que esse era seu papel, abrir mão de si para ele crescer, entrar pra história…. Mellie se apegou ao seu papel, ela o viveu com intensidade.

Acho que ela mesma descreve bem tudo isso na sua conversa com a Liv no último episódio.

Enquanto Mellie procura por suas bebidas no closet e Oliva entra e então Mellie diz:

“Você vai precisar das bebidas. Todos os dias e noites horríveis que está prestes a ter preparando jantares e bailes, estando ao lado dele, com dentes bem tratados, para o sorriso ser brilhante, como se você fosse uma boneca de cera. Acredite em mim! Isso a bebida é a única coisa para ajudar a aguentar os almoços, curadoria e causas tediosas que inventará fingindo se importar. Gosta de decoração, Olivia? No inverno, não acha os enfeites de neve e as pinhas simplesmente adoráveis? Espero que sim, porque as 111 árvores de Natal não se enfeitam sozinhas” ela oferece um pouco da bebida, Olivia recusa e ela continua “você não pode dizer o que não quer, não aqui. Suas vontades e necessidades… Ninguém se importará mais. Tudo que importa a partir de agora, é ele. Você fará tantos sacrifícios e compromissos. Nem se sentirá mais como uma pessoa. Ficará irreconhecível. […] Você abre mão de tudo quando ele pega na sua mão e te apresenta para o mundo. Você é jogada em uma jaula, e está presa. A quantidade de coisas que você vai ter que engolir… […]”

Não sei quantas mulheres vão ler esse post, provavelmente não tantas como eu gostaria, eu sei que estou começando mas não importa quantas nós somos, o que me importa é que consigamos entender que não estamos sozinhas. Não é incomum ouvir relatos de mulheres em relacionamentos em que são levadas a acreditar que são loucas por ter ciúmes ou por estarem tristes. Não é incomum conhecer mulheres em relacionamentos em que não têm sua vontade valorizada e respeitada, em que são tratadas como Mellie, como alguém que não tem direito a opinião, alguém que vive pra servir. Isso não é só maldoso, isso é abuso, é o machismo acontecendo, e é importante que todas as mulheres entendam duas coisas: a culpa não é sua e você não está sozinha.

Isso pode soar estranho ou vitimista, mas não precisa pensar muito pra perceber a diferença na forma de mulheres e homens encararem a importância de estar em um relacionamento. Eu cresci vendo meus amigos aprenderem nos filmes, através de seus exemplos masculinos mais velhos, que o casamento para o homem é uma prisão. Que o homem deve aproveitar sua vida de solteiro ao máximo. Ao mesmo tempo, eu vi e aprendi. Eu vi e aprendi também que para um homem, o sucesso profissional é imprescindível. Mas isso nunca se estendeu a mim. Para mim, diziam que o sucesso na vida amorosa era imprescindível. Que eu deveria me casar, ter filhos e ser uma ótima esposa. Ensinaram o mesmo para todas as outras mulheres na minha família. Basicamente, homens querem sexo e carreiras bem sucedidas e mulheres querem casar e, se possível, ter um emprego. Essa é a lógica da sociedade patriarcal em que nós vivemos. A mesma lógica que diz a mulheres que, nos casos de abuso sexual, ela com certeza fez algo errado. E ela não pode dizer nada ou denunciar, porque as pessoas irão julga-la. As pessoas nos levam a acreditar que “os homens são assim mesmo” e é nossa responsabilidade agir de uma forma que não os provoque.

O que leva uma mulher a ser vítima de um estupro e não dizer nada? O que leva uma mulher a aceitar a amante do marido dentro da própria casa? O que leva Mellie Grant a ser Mellie Grant? Será que a Mellie é um caso isolado, coisa de ficção, ou nada mais que uma representação do que várias mulheres passam todos os dias com maridos infiéis, desrespeitosos, abusivos, violentos?

Nós podemos assistir essa série pensando “se fosse eu jamais aceitaria”, ou podemos tentar enxergar as coisas pelos olhos dela, e talvez a gente perceba que já aconteceu e nós aceitamos. Talvez você perceba que já esteve num relacionamento em que o seu ciúme era visto como loucura e o ciúme dele era visto como amor. Talvez você já tenha dito que “homem é assim mesmo”. Talvez você já tenha sido diminuída. E a culpa não é sua. E você não é a única.

Essas situações acontecem todos os dias e a forma mais eficaz de fazer com que não aconteçam é pararmos de julgar essas mulheres. Em vez de nos perguntarmos como ela pode aceitar tantas humilhações, deveríamos estar dispostas a não julgar. Talvez a amiga do seu lado esteja passando por uma situação parecida. Esteja disposta a ser alguém que vai ouvir essas mulheres e faze-las se sentirem fortes, e não alguém que irá julga-las por não terem ido embora. A mudança começa assim, no nosso círculo de amigas, na nossa família. Porque se você parar pra pensar e observar, Mellie não é um monstro, ou fria, ou boba. Mellie é um pouco de várias de nós.

Quando a Mellie soltou a mão do Fitz no episódio 03 dessa quinta temporada e se recusou em entrar naquela sala e posar ao lado dele ela nos ensinou que todo julgo pode acabar, é possível sair dessa posição de inferioridade, você pode assumir o controle da sua vida, por mais doloroso que seja o fim de uma relação, você pode passar por isso e se reerguer. Não sei o rumo que a personagem vai ter, se realmente Mellie conseguiu “soltar a mão” do Fitz e entender que ela merece mais de um homem, do amor. Eu espero que ela nunca mais volte a pedir que ele fique com ela, espero que ela se mantenha firme na decisão de que basta de sacrifícios, humilhações e renuncias, é hora de voltar a ser uma pessoa, sair da jaula, tomar frente e se tornar a política que nós sabemos que ela pode ser!

Assisti ao episódio 03 dessa quinta temporada e, como a Mellie, fui revivendo todos os momentos que citei e tantos outros, com aperto no peito, nó na garganta e muitas lágrimas! Fitz está certo, ele nunca disse obrigado, mas deveria! Mas não um obrigado por mais uma manipulação, para torná-la mais uma vez um adereço político que o sustenta no pódio, mas um pedido de desculpas, pela vida que ela abriu mão para estar ao lado dele.

Anúncios

20 comentários Adicione o seu

  1. Jucele disse:

    Adoro a melli e de longe personagem mais verdadeiro dá série.Olivia não a suporto a atriz e aquelas caretas coitadinha ela tem ou presidente dos estados unidos apaixonado por ela disposto a tudo ….. Esse é grande problema dela . Assisto a sandália esperando a melli dá ou troco e se feliz espero que aconteça .

    Curtir

  2. Nega disse:

    O Fitz descobre que Mellie foi estrupada ? Se sim, em que episodio?

    Curtir

    1. Larissa Lage disse:

      Sim, ele descobre no episódio 3×18

      Curtir

  3. cara. só digo uma coisa: obrigada! ❤
    acabei de postar no meu twitter um comentário sobre a mellie, uma visão bem pontual sobre ela, e então fui confirmar no google como escrevia o nome dela e encontrei seu texto. eu assisti scandal, amo a série, no começo pensava que se um dia eu tivesse uma filha eu queria que ela se chamasse olivia, porque, sério, ela é muito foda, vamos combinar. nas temporadas seguintes, principalmente na mais recente, meu deus, a mellie cria uma força gigantesca que a gente não sabe de onde vem! mas aí lendo todo o perfil que vc fez sobre ela… ela sempre foi forte, porém antes ela usava esta força pra um lado, até que ela redirecionou esse poder pra ela mesma, pra se empoderar. justamente a lição que eu precisava pra minha vida atual. muito obrigada por isso!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Larissa Lage disse:

      Mariana, obrigada! Fico feliz em saber que você se identificou! E sim, a Mellie está canalizando a sua força para ela, para sua felicidade e seu empoderamento o que é fantástico e muito Shonda! Ah, continue seguindo o blog… bjs

      Curtir

  4. Li o texto e gostei bastante mesmo.
    Só gostaria de dar algumas opiniões pessoais.
    Primeiro é que as pessoas sentem necessidades de tomar lados e partidos ( Liv ou Mellie), quem conhece as obras da Shonda sabe que as vezes isso é impossivel. Ela como escritora aborda caracteristicas que eu adoro que é ‘ Ninguem é de todo ruim ou de todo bom’
    Segundo eu acho que a Mellie colocou o seu ‘sonho’ acima da sua felicidade. Ela quis ser primeira dama a todo e qualquer custo – So suck it up and put yourself together – Ela fingiu um aborto / falsificou uma assinatura. As pessoas mesmo querendo as mulheres fortes e decididas ainda colocam as mulheres em analises de sofrimento e os homens acima de defeito. Fitz é um escroto, mas tambem entendo ele. Toda vida quis ser presidente e quando ele iria ter aquila que ele sempre sonhou ( já que o casamento já estava morto), ele achou o que realmente procurava Liv. Ele é mais babaca ainda por estar apaixonado e esse patriotismo doentio não deixa ele viver o grande amor dele.
    Acho que Liv está – como eles frisaram bastante na segunda temporada ‘está apaixonada pelo homem que ela votou ‘ – mas o Fitz mudou pra caramba.
    E realmente gostaria de ve-las sozinhas sendo dona da Po… toda. Tudo o povo fica ‘ ai ele vai encontrar o amor’ ‘ tem que ter um amor para ela’. aff isso me enche o saco.
    É logico que experiencias pessoais ou até mesmo traumas nos fazem tender para um lado mais do que o outro.
    Então eu espero sim ver mais da Mellie e muito mais de Liv – de preferencia juntas.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Larissa Lage disse:

      Sim Amanda, concordo com você! Shonda é uma autora que explora o lado obscuro que existe dentro de todos nós! Não acho que a Mellie, ou a Liv sejam as mocinhas, usei no texto para explorar uma percepção diferente. Mas na verdade acredito que ambas são mulheres incríveis, com histórias particulares, que amam verdadeiramente o mesmo homem e se sacrificam por ele mais que ele merece (óbvio que com isso elas também ganham algumas coisas). Acredito que o grande ponto é que Fitz diminui tanto a Mellie, quanto a Liv! E sim, também concordo que ele está mudando, se redimindo, mas ainda assim desejo vê-lãs totalmente desprendidas dele, acho que será quando ambas alcançaram o ápice da grandeza delas!
      Beijos e obrigada pelo comentário

      Curtir

  5. Paty Araujo disse:

    A Mellie é maravilhosa, mas confesso que quando eu comecei a assistir a série, eu não gostava dela achava uma ambiciosa e que só atrapalhava Olitz de acontecer, que aguenta uma homem falar tanta grosseria para ela porque ela queria, mas no decorrer da série comecei a admirar ela e achar que ela merece mais do que ficar ao lado de uma homem que só põem ela para baixo, como o Fitz fez todas as vezes que pôde. Amo ele o Fitz, mas me deu vontade de matar ela quando ele tratava ela mal para defender a Olivia que vamos e convenhamos não gosta dele. Mellie melhor personagem da série.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Larissa Lage disse:

      Paty, ele é um escroto, mas óbvio que eu gosto dele. O fora das séries é que, com o tempo, você se apega até aos seus desafetos e fica ali amando, mas querendo que se ferre pra aprender a deixar de ser otario! rs

      Curtir

  6. Lele disse:

    Acho que ela é a melhor personagem da série. Merece muito mais do que tem é a Olivia Pope é uma babaca hipócrita.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Paty Araujo disse:

      Também acho a Olivia uma babaca idiota insuportável.

      Curtido por 1 pessoa

    2. Larissa Lage disse:

      Todos os personagens são o máximo por nos lembrar que NINGUÉM é só defeitos ou só qualidades. E Liv não é diferente, ela é uma mulher FANTÁSTICA, cheia de defeitos, mas meu intuito ao enaltecer a Mellie, não é de forma alguma, desmerecer a Liv. Na minha visão AMBAS são incríveis, fortes, poderosas e muita areia pro caminhão do Fitz

      Curtir

  7. Pâmela disse:

    Preciso dessa mulher arrumando um boy e esfregando ele na cara da sociedade. Quero ver ela apaixonada e sendo amada e percebendo que ela merece mais do que migalhas. Não que eu ache que uma mulher pra ser completa precisa de homem, mas, no caso da Mellie, ela precisa, porque precisa de amor.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Larissa Lage disse:

      Ela merece ser feliz, se um amor for tornar ela mais feliz, que venha um amor! Mas acho que ela prefere mesmo à presidência!

      Curtir

      1. Paty Araujo disse:

        VC pode fazer uma texto falando do Fitz. Queria muito saber a sua opinião.

        Curtido por 1 pessoa

      2. Paty Araujo disse:

        Tem uma cena 3×12 em que a Mellie entra no salão oval e diz ao Fitz que vai resolver um problema com a Olivia, aí o Fitz diz que a Olivia não é um problema para ela resolver e manda a Mellie ficar longe dela. Então ela dispara o que na minha opinião é a melhorcena da s3. ela pergunta ;Mellie; Como é se sentir assim? Fitz; se sentir como? Mellie; ser tão atraído por alguém sentir tanto tesão que seria capaz de largar tudo pelo qual eles trabalharam, é bom? é um sensação incrível? ou é tão intenso que chega a doer como fogo na sua barriga? Eu amo essa cena .

        Curtido por 1 pessoa

  8. Bruna Novaes disse:

    Que texto foda!!
    A trajetória de Mells é mesmo emocionante! tudo oq vc mencionou tbm me arrancaram lagrimas quando assisti…sem contar as duas outras cenas que eu amo. Quando ela vai pedir ajuda a Liv sobre o teste de paternidade, porra, ela dizendo: “eu fui sendo destruída, enquanto fiz dele um presidente…ele faz sofrer, ele machuca, ele queima!” é o resumo da vida dela…sem contar nessa quinta temp. ela falando pra ele “eu esperava que fossemos envelhecer juntos”…é de partir o coração.
    no final das contas, só espero que Shonda não faça de Mellie uma vilã, muito menos tire de todos nós o gostinho de vê-la como presidente dos EUA. Fitz e Liv..podem ate terminar bem, talvez em Vermort..na vida que Liv diz sonhar. Mas Mellie…ah Mellie…deve brilhar! sendo presidente dos EUA, e ainda, com um super boy magia, gato, tanto quanto ela é e merece.

    Você arrasou no post, parabéns.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Larissa Lage disse:

      Bruna sinto que agora Mellie vai triunfar absoluta ainda usando e abusando de toda sabedoria e poder da Liv, meu sonho se realizando, as duas juntas colocando fogo no salão oval, Fitz sozinho em Vermont fazendo sua própria geleia! Que Shonda deixe Mellie e Liv soltas para nos presentear com todo poder e força que ambas possuem e perdem quando estão ao lado do Fitz

      Curtir

  9. Laryssa Jp disse:

    Na verdade o que me irrita na Mellie e o fato que nem nos momentos de larga essa via de submissão vem dela e sempre precisa de alguém para dizer “olhar você pode e além de se apenas a primeira Dama” ou como no ultimo capitulo ela primeiro foi manipulada pelo presidente para aceita fazer a entrevista com aquele declaração de gratidão horrível, ai depois foi manipulada por Cyrus depois dele se humilhado por Fitz “para não aceita limpa a barra do marido”. Iniciativa nunca vem dela sempre de uma terceira pessoa, e isso me desculpa, é muito irritante, apesar dela ser a pessoa mais forte psicologicamente da serie.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Larissa Lage disse:

      Sim, ela realmente vive sobre um julgo que a faz ser facilmente manipulada, isso é comum em mulheres que vivem na ânsia de agradar o companheiro. É tanto tempo deixando de ser elas que elas já não sabem quem são, o que querem! Isso as diminui, como diminui a Mellie e a faz estar sempre a quem de quem ela pode e merece ser

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s